Bem-vindo ao Duelos!
Valeu a visita!
Deixe seu comentário!
Um grande abraço a todos!
(Aviso: Os textos em amarelo pertencem à categoria
Eróticos.)




quarta-feira, 24 de junho de 2009

As Nossas Palavras VI - por Ana

Ai, lá vou eu de novo...
Esse troço me põe medo...
Ter que encaixar as palavras...
Qualquer dia me escafedo...

Hoje eu tenho estas:
Impossíveis pacífica ser
Conseguidas teimosia
Podem coisas
. O que vai ser?

Quadrinhas quase impossíveis
Saem do cérebro à força,
Não fluem de jeito nenhum,
Por mais que a mente contorça.

Eu me sinto estrangulada...
Presa entre sete paredes...
E a teimosia me mantém
Entre as malhas destas redes...

Que convivência pacífica!
Com As Nossas Palavras? É nunca!
Espremo os meus neurônios
E tudo, por pouco, não trunca!

Vocês podem achar fácil...
Tem gente que faz coisas lindas!
Kbça, Clarice, Ribeiro, Gio...
Mas não cheguei lá ainda!

Isso de criar é estranho,
Às vezes é meio complicado...
Assim é andar sobre trilhos,
Caminho meio traçado...

Vou perseguindo as palavras,
Teclando sentido até elas,
Maquinista meio-ofício
Em locomotiva a manivela.

Eu vou ser é despejada
Do Duelos, vejam bem!
Qualquer dia eu vou ler:
“Joguem a Ana deste trem!”

Mas, please, eu peço clemência
E digo, desenxabida,
Que estas quadrinhas me foram
Duramente conseguidas...

Mas eu não devia abusar...
Depois vou danar a ganir
Quando ler nos comentários:
“É melhor cê desistir!”

E vou ter que dar razão
A estes autênticos dedos.
Deixarei a vós as palavras,
Partirei pro meu degredo

Até meio aliviada,
Seguirei pra outras paragens...
Continuarei escrevendo
De outras formas, tantas bobagens...
.

2 comentários:

S.Ribeiro disse...

Ana seus comentários são sempre muito oportunos e bem vindos. Um abraço e até sempre!

Ana disse...

Obrigada, Ribeiro!
Um abraço!